Categoria: Mercado & Economia

Atualize-se sobre o mercado de caminhões, leia-nos

LEGISLAÇÃO – Projeto que autoriza associações de caminhoneiros a criar fundo para danos em veículos é aprovado no Senado

os caminhoneiros autônomos e suas famílias. Para complicar a situação, é cada vez mais difícil fazer um seguro para caminhões. As seguradoras se recusam a assegurar veículos com mais de 15 anos de uso e, quando o fazem, cobram valores impossíveis de serem pagos pelos motoristas autônomos”

70 ENTIDADES-REPRESENTATIVAS- DO -SETOR -DE-TRANSPORTES – PEDEM – RENÚNCIA – DE – DILMA

Os limites da governabilidade foram ultrapassados. Exige-se uma solução rápida para que a vida do país volte ao normal. O ideal é que ela parta da própria presidente da República, com a grandeza que se espera dos estadistas nos momentos de grave crise, mediante renúncia que servirá para pacificar a nação. O poder não é um fim em si mesmo. Ele só faz sentido com o consentimento e o apoio da maioria da sociedade, o que, notoriamente, deixou de existir. Não ocorrendo a renúncia, o setor de transporte e logística passará a apoiar fortemente o impeachment, sempre com observância da ordem constitucional.

MERCADO – VOLVO TEVE QUEDA DE 64% NA VENDA DE CAMINHÕES EM 2015

Morassutti afirmou ainda que a montadora sueca tem tido bom desempenho em outros países da América do Sul, citando o Peru, a Colômbia e o Chile. “E temos vistos bons sinais de recuperação na Argentina”, disse, em referência à gestão do novo presidente argentino, Mauricio Macri, que assumiu o cargo em dezembro do ano passado.

CAMINHONEIROS AMEAÇAM GREVE E PREOCUPAM GOVERNO FEDERAL

Desta vez, a ordem da presidente é monitorar os movimentos para que o governo não seja pego de surpresa.

Segundo o comunicado, os principais movimentos que pedem o impeachment da presidente Dilma Rousseff, como o Vem Pra Rua, o Revoltados Online e o MBL (Movimento Brasil Livre), apoiam a paralisação da classe.

Esse apoio é outra preocupação do Planalto, porque pode gerar uma agenda política negativa no momento em que perdeu força, dentro do Congresso, a estratégia da oposição para tentar abrir um processo de impedimento contra a presidente.

MERCADO- GOVERNO REDUZ A MENOS DA METADE RECURSOS PARA FINANCIAMENTO PELO PSI

Conforme nota divulgada pelo Ministério da Fazenda, “a redução não deverá ter impacto negativo relevante sobre o programa, visto a contratação de financiamentos pelo BNDES ter alcançado apenas R$ 6,8 bilhões até o final de setembro de 2015”.

INTERNACIONAL – EMPRESAS DOS ESTADOS UNIDOS PRECISAM DE 50 MIL CAMINHONEIROS, COM SALÁRIOS ANUAIS DE ATÉ 73 MIL DÓLARES

As mulheres representam 47% da força de trabalho total dos EUA. No entanto, apenas 6% de todos os motoristas de caminhão são mulheres, de acordo com o Ministério do Trabalho e da ATA.

Para se qualificar, os motoristas devem ter pelo menos 21 anos, uma carteira de motorista de caminhão comercial, passar uma verificação de antecedentes criminais e um teste de drogas. Estes requisitos não mudaram em anos, dizem especialistas.

MERCADO – TRANSPORTADORAS TÊM GASTOS MAIORES E CONTRATAM MENOS EM ARARAQUARA, SP

No ano de 2014, faltavam motoristas para preencher as vagas. “A gente tinha um custo de 35% diesel mais pedágio. Há dois anos. Hoje esse custo é de 60%, 65%”, explicou o presidente. Na transportadora de Claudio José Caride, o pátio costumava ficar vazio, mas agora está repleto de caminhões parados. A empresa fazia mais de 200 viagens semanais, mas agora faz cerca de 100 por conta da crise e o aumento no preço do pedágio. Apesar dos custos maiores, não é possível repassar o valor para o frete. “A cobrança do eixo suspenso foi o fim do transporte rodoviário.

MERCADO – BOLHA RODOVIÁRIA: EXCESSO DE CAMINHÕES PRESSIONA VALOR DO FRETE E AGRAVA ENDIVIDAMENTO

Sem dívida alguma, tem que tirar a pressão sobre o transportador. Mas é preciso atacar a questão da bolha, por exemplo, fazendo o que o governo federal não fez lá atrás, que é uma política de renovação da frota, com a retirada dos veículos muito antigos de circulação e a reciclagem desse material. A estimativa é que existam até 150 mil caminhões com mais de 25 anos ainda sendo utilizados. E isso deve ocorrer sem aumento da frota.

MERCADO – ANFAVEA PREVÊ QUEDA DE 34,3% NA VENDA DE CAMINHÕES EM 2015

De acordo com Moraes, as previsões levam em conta o cenário de ajuste econômico pelo qual passa o Brasil, que gera baixa confiança de consumidores e investidores, e de juros e condições de financiamento por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) piores do que antes. A projeção, porém, não considera as vendas de pesados para o governo, que, segundo o executivo, somaram cerca de 10 mil unidades em 2014.