História da Ford do Brasil

Em 24 de abril de 1919, com capital inicial de US$ 25.000, foi criada a Ford brasileira, funcionando na Rua Florêncio de Abreu, em São Paulo, onde eram montados os carros Modelo T.

Em 1920, a empresa mudou para a Praça da República, no centro de São Paulo.

Em 1921, passou a funcionar em sede própria, na Rua Sólon, no bairro do Bom Retiro, onde foi instalada a primeira linha de montagem de veículos do País, com 124 empregados.

Em 1925, estabeleceu o recorde anual de vendas do Modelo T no País, de 24.250 unidades.

No início dos anos 30, além dos Ford V8 americanos, vieram para o Brasil o Modelo Y e o Ford Anglia, produzidos na Inglaterra, e o Ford Eifel, feito na Alemanha.

Em 1938, montou o Mercury. Durante a Segunda Guerra Mundial, a produção no Brasil teve seu ritmo reduzido. A empresa passou a montar veículo com motores a gasogênio.

Em 1953, inaugurou a moderna fábrica no bairro do Ipiranga, em São Paulo.

Em agosto de 1957, saiu de sua linha de montagem o primeiro caminhão inteiramente produzido no Brasil: um F-600, com motor V8 a gasolina, de 167 hp, com alto índice de nacionalização.



Em 1960, lançou o primeiro trator brasileiro: o Ford 8-BR Diesel.

Em 1967, adquiriu o controle da Willys Overland do Brasil e incorporou a Fábrica de São Bernardo do Campo, no Estado de São Paulo – onde eram produzidos, entre outros, o Jeep Willys e o utilitário F-75.

Em 1968, foram lançados a pick-up F-100, primeira pick-up nacional, e o Corcel, primeiro médio com tração dianteira, um dos carros mais vendidos do Brasil, com o marco de 1,3 milhão de unidades.

Em 1979, apresentou seu primeiro veículo movido exclusivamente a álcool e a pick-up F-1000 a Diesel.

Em 1985, lançou a linha de caminhões Cargo, projetada pela engenharia brasileira..

Em 1987, passou a operar na holding Autolatina no Brasil.

Em 1995, a Ford desligou-se da Autolatina e anunciou um programa de investimentos de US$2,5 bilhões no País, um dos maiores aportes de recursos da história da empresa no Brasil. Lançou os modelos Cargo C-4030, de 40 toneladas de peso bruto total, e o semipesado C-2425.

Em 1996, inaugurou a nova Fábrica de Transmissões de Taubaté. Lançou o Fiesta, montado na fábrica de São Bernardo do Campo, o Cargo C-814, com peso bruto total de 8 toneladas, e os novos Escort e Mondeo.

Em 1999, lançou a nova Série F, reestilizada e com os modelos leve F-350 e o semipesado F-16000..

Em 2001, inaugurou a nova Fábrica de Caminhões em São Bernardo do Campo e o Complexo Industrial Ford Nordeste, em Camaçari, na Bahia, resultado de um investimento de US$1,9 bilhão. Lançou o modelo Cargo C-1630, estradeiro com capacidade para 43 toneladas.

Em 2002, lançou  seis novos caminhões Cargo, os semipesados C-1721, C-1722, C-2622, C-2626 e C-2631 e o cavalo-mecânico C-4031.

Em 2003, lançou  o cavalo-mecânico Cargo 4331 MaxTon, de 43 toneladas.

Fonte:press release  site ford caminhões

Gostou? Indique:

Comente

Comentários

Powered by Facebook Comments

3 comments for “História da Ford do Brasil

  1. Marcel Bonilha
    22/11/2010 at 21:10

    Eu possou um 8BR, não sei bem, o ano mas ainda está trabalhando no nosso sítio

  2. Michel Klein
    16/11/2009 at 12:38

    Olá!
    Procuro poster,fotos,manual do proprietário,ou qualquer outro documento,do trator FORD 8BR.
    Abraço!
    Michel Klein

  3. 30/03/2009 at 21:10

    eu gostaria de saber pq a FORD ñ tem caminhão pesado como a SCANIA e a VOLVO????

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.